No RS as exportações de bovinos dobraram em 2018

Os negócios da pecuária gaúcha foram suplementados ao longo de 2018 com as vendas de gado em pé para o mercado externo.

Dados da Superintendência do Porto de Rio Grande mostram que, nos primeiros 11 meses do ano, a quantidade embarcada cresceu mais de 100%. O volume acumulado até novembro também é maior do que o de todo o ano passado.
 Dados da Superintendência do Porto de Rio Grande mostram que, nos primeiros 11 meses do ano, a quantidade embarcada cresceu mais de 100%. O volume acumulado até novembro também é maior do que o de todo o ano passado.

O destino do produto do Rio Grande do Sul foi a Turquia. E os negócios acompanharam o ritmo da economia daquele país, que teve crise acentuada em agosto deste ano. Junho foi o mês de maior movimentação, com 26,75 mil animais embarcados. Logo depois, em razão das turbulência financeira enfrentada pelos turcos, há redução na quantidade.

O que também variou foi o preço pago pelo quilo vivo. No início do ano, chegou a estar R$ 1 a mais por quilo em relação ao mercado interno brasileiro. Quando os embarques para a Turquia voltaram a ganhar ritmo novamente, a diferença emparelhou.

A venda de gado em pé esteve na mira de entidades ligadas à defesa dos animais. No início do ano, liminar suspendeu embarque de 25 mil exemplares no porto de Santos, acendendo debate sobre o tema. Lei que impedia a movimentação de cargas vivas no município paulista chegou a ser aprovada, mas em outubro o Supremo Tribunal Federal a julgou inconstitucional.

Fonte:

Comentários