Novo

10 RAZÕES PARA COMPRAR UM TOURO

BONSMARA BARRA GRANDE

O Bos Tauros desenvolvido para os trópicos

Adaptação ao trópico

O grande desafio hoje no Brasil com raças taurinas é a adaptabilidade, que já vem com os animais Bonsmara. Em 1937, o Governo da África do Sul, reconheceu que as raças de gado de corte europeias não conseguiam sobreviver em condições satisfatórias no clima tropical/subtropical daquele país. O governo, então, lançou o desafio ao jovem zootecnista, na época, Jan Bonsma: criar uma raça de gado de corte que fosse resistente às condições próprias do clima tropical e, ao mesmo tempo, com alta produtividade.

Resistência Parasitária

Bonsmara é resistente a doenças, especialmente um dos maiores inimigos dos trópicos, como o carrapato. Portanto, é tolerante à Anaplasmose ou tristeza parasitária.

A pouca influência da mosca é dada pela cor marrom do Bonsmara. Isso não acontece com animais de tom escuro. Se você observar os animais nos trópicos, como um cervo, poderá ver que são marrons porque se adaptaram.

Precocidade sexual

A raça Bonsmara pode ser usada com eficiência nos cruzamentos com matrizes zebuínas, principalmente nelore e tabapuã, produzindo animais F1 pesados com boa precocidade. O Bonsmara Barra Grande é muito bom em cruzamentos devido sua adaptabilidade a regiões quentes e a sua resistência a parasitas.

É uma opção para quem deseja um cruzamento industrial, buscando animais produtivos a campo e com bom peso final chegando a 800 kg em animais adultos. As fêmeas na F1 apresentam boa habilidade materna sendo boas produtoras de leite, desmamando bezerros pesados e muito férteis apresentando bom intervalo entre partos.

Heterose 100%

O fato do gado Bonsmara ser um animal originário de raças não Zebuínas, 5/8 Afrikâner, 3/16 Shorthon, 3/16 Hereford, produz no cruzamento com raças zebuínas, 100% de heterose. Isso significa aproximadamente 20 a 25% de ganho nas características economicamente importantes, como: ganho de peso, precocidade sexual e de acabamento.

Carne Nobre

O Brasil já se consolidou como o maior exportador de carne do mundo. Porém, ainda não temos acesso aos mercados “nobres”, aqueles que remuneram duas, até três vezes mais que o mercado normal. O primeiro motivo para essa restrição é sanitário, e o País está resolvendo esse problema. Já o segundo motivo está relacionado com a qualidade intrínseca da carne que produzimos. Geneticamente falando, a carne que produzimos é menos macia, devido ao elevado grau de sangue Zebu que nossos animais têm.

A carne Bonsmara possui excelente marmoreio e maciez como todas as melhores carnes de origem europeia.

Produtividade

Em pasto seco, de braquiarão, os animais mostram a capacidade de produzir bezerros em condições adversas, apresentando um escore corporal semelhante a animais em confinamento, entretanto, estão à pasto, recebendo uma suplementação. A raça criada a pasto comprova seu grande potencial.

Fertilidade

O touro Bonsmara, cobre muito bem a campo e por muitos anos, em condições de calor e umidade. Esses touros precisam de um mínimo de manejo sanitário. A inseminação pode ser usada para expandir o rebanho rapidamente e difundir alguma genética em particular.

O touros Bonsmara Barra Grandenão procuram sombra, não se mostram ofegantes e cobrem vacas mesmo ao sol de meio dia.

Docilidade

Esta é talvez a mais importante das características que geram resultados econômicos. Pesquisas demonstram que animais mais calmos ganham mais peso e têm melhor conversão alimentar, além de serem mais seguros no manejo, sofrem menos acidentes e produzem carne de melhor qualidade.

Conversão alimentar

A raça Bonsmara é reconhecida como a raça bovina de maior conversão alimentar do mundo, ganho médio diário de 2,86 kg, em média 4,4 kg de matéria seca por um quilo de ganho de peso. (Qualitas Bonsmara 2019).

(Resultados teste de eficiência alimentar (CAR) UNESP  Botucatu 2019)

Lucratividade

Para engordar um boi de 20 arrobas aos 20 meses
O médico veterinário Dr. Leonardo Souza, e diretor do programa de melhoramento genético Qualitas da Bonsmara, argumenta que o ideal é reduzir a idade de abate, acelerar o giro do estoque dentro da porteira e, deste modo, aumentar a produtividade em arrobas por hectare ao ano. Para engordar um boi de 20 arrobas aos 20 meses “A gente quer animais mais ecientes para diminuir o custo produção e para que possa aumentar a lotação de pastos da fazenda”
Para atingir esses níveis de produtividade, você precisa de touros que garantam mais fertilidade e mais precocidade ao seu rebanho. Bonsmara Barra Grande é um animal que com 18 mese de idade já está pronto para ser usado, possui alta libido e alta precocidade sexual: é dessa maneira que diminuem os tempos de produção e melhoram a produtividade na fazenda. Os animais ½ sangue Bonsmara/zebu poderão ser abatidos com a idade de 20 meses com 20@ e cobertura de gordura de até 7 mm.

BONSMARA X ZEBU

Os bovinos que melhor se adaptam aos trópicos

BONSMARA

A RAÇA POR TODOS AS RAZÕES

O aspecto mais importante da criação de gado de corte é sua adaptação a um ambiente específico.

Entrevista com o Pecuarista

Confira a palavra do pecuarista Marconi Andrade Cherulli, proprietário da Fazenda Barra Grande.

Entrevista com o Especialista

Assista o vídeo com experiente Veterinário João Gabriel Knychala falando sobre a Fazenda Barra Grande e a raça que mais cresce no Brasil.

Soberano

Sêmem ABS Pecplan

Novidades da pecuária

Parceiros

logo_qualitas
1
Olá, chame a gente no Whatsapp! Clique Aqui!
Powered by